musicas.mus.br

Letras de músicas - letra de música - letra da música - letras e cifras - letras traduzidas - letra traduzida - lyrics - paroles - lyric - canciones - RAP DO ASSASSIN'S CREED SYNDICATE - TAUZ - música e letra

Utilize o abecedário abaixo para abrir as páginas de letras dos artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

Rap do Assassin's Creed Syndicate letra


Treinado para a guerra eu nasci com um destino
Pois corre em minhas veias o sangue de um assassino
Honrando os meus antepassados, trilhando o meu caminho
Junto com a minha gangue, eu não estou sozinho

Lâmina oculta, meu ataque é letal
O pesadelo dos templários, agora é real
Progressos por aqui, revolução industrial
Mas como consequência, um lugar desigual

Eu vi trabalhadores em fábricas humilhados
Sem ter condições, tratados como escravos
Vi centenas de famílias implorando por migalhas
Enquanto os ricos ignoram e não tem falta de nada

Vi casas destruídas em ferrovias do trem
O povo abandonado sem ajuda de ninguém
Eles podem dominar, manchar nossa história
Mas eles não terão a minha misericórdia

Liberdade! Igualdade!
Luto pela honra e justiça desta cidade
Conspire! Mire e atire!
A ordem dos assassinos, ainda vive!

Sim, estamos vivos, em várias gerações
Enquanto a chama da justiça arde em nossos corações
Ainda lutamos, pra fazer revoluções!
Na guerra contra os templários em várias nações

Atravessamos oceanos, com nossas tripulações
Em todos os continentes contra a corrupções
Reagindo para ver o povo livre de opressões
Não vamos ficar no muro das lamentações

Por isso estou aqui contra banqueiros e políticos
Que roubam dos trabalhadores, estão corrompidos
Desigualdade na cidade governada por templários
Enquanto os ricos escravizam todos os operários

Lutando por justiça, não vou contra meus ensinos
Pois represento a ordem, com a honra dos assassinos
Eles podem dominar, manchar nossa história
Mas eles não terão a minha misericórdia

Liberdade! Igualdade!
Luto pela honra e justiça dessa cidade
Conspire! Mire e atire
A ordem dos assassinos ainda vive

Sim, estamos vivos, em várias gerações
Enquanto a chama da justiça arde nossos corações
Eles podem dominar, manchar nossa história
Mas eles não terão a minha misericórdia

Posso sentir minhas raízes convivendo no passado
Na ordem dos assassinos, meus antepassados
Vivendo um tempo histórico, da humanidade
Lutando, honra, justiça e liberdade!

Tauz - Letras

©2003 - 2018 - musicas.mus.br